Newsletter Facebook

Publicado em:
11
1/2018

Conheça a história por trás dos cinco mais famosos jogos de RPG do mundo

Com narrativas que passam pela mitologia, ficção científica e História, jogos fazem sucesso desde 1974

Que atire o primeiro dado quem nunca ouviu falar em RPG. Mundialmente conhecidos por sua sigla, os Role Playing Games são um tipo de jogo em que as pessoas interpretam seus personagens. Cabe a eles inventar narrativas e desdobramentos da história a fim de criarem, juntos, um enredo. Um destes personagens é o responsável por narrar o jogo e conduzi-lo, inserindo, a qualquer momento, elementos que ache interessantes para o desenvolvimento da trama.
Seu surgimento se deu em 1974, com a publicação de Dungeons & Dragons. Veja agora quais são os cinco RPGs mais populares no Brasil e no mundo.

1. Dungeons & Dragons
Sem dúvida, este pode ser descrito como o mais vendido e mais popular jogo de role-playing do mundo. Criado por Gary Gygax e Dave Arneson, como um spin-off de um jogo de um WarGame chamado Chainmail, ele recebeu influências da mitologia mundial, literatura pulp e romances de fantasia contemporânea.
Sua publicação, em 1974, é considerada como a origem dos RPGs modernos. Em 1977, o jogo foi dividido em duas versões – uma mais simples, chamada de Dungeons & Dragons (descontinuada em 2000), e uma mais complexa, nomeada como Advanced Dungeons & Dragons.
O jogo se destaca por permitir que cada pessoa controle um personagem específico, ao invés de um exército. Foi o D&D (como o jogo é carinhosamente conhecido por seus fãs) que também apresentou o conceito de Mestre de Jogo, em que o narrador é responsável por aplicar as regras e manter o cenário de ficção do jogo.

2. Pathfinder
Lançado em 2009, o jogo estende e modifica as regras da terceira edição de Dungeons & Dragons. Os fãs dizem que Pathfinder traz o que D&D tinha de melhor em uma configuração totalmente nova, em um sistema de jogo familiar. Sua história de fundo é extremamente rica, e oferece uma infinidade de novas opções para personagens, bem como espaço para crescer e expandir.

3. Savage Worlds
Lançado em 2003, Savage Worlds é descrito por seus jogadores como “rápido e furioso”. Nele, existem apenas cinco atributos de personagens, expressos como tipos de dados – de quatro lados, de seis lados, de oito lados etc. Os personagens podem conseguir vantagens e ganhar raises, que permitem um maior nível de sucesso na trama. Com um disparo é possível acionar desde um estilingue até uma bazuca, e também é permitido dirigir carros, caminhões, bicicletas, carretas e tanques.

4. GURPS
Sigla para Generic and Universal Role Playing System, o GURPS foi criado em 1986 por Steve Jackson, e publicado no Brasil em 1991. No total, o jogo já teve mais de 400 títulos publicados, mas sua terceira edição é a mais famosa e mais extensa, com 240 títulos. Os temas mais frequentes são de ficção científica e História, sempre baseados em um realismo extremo – o que significa que tiroteios, por exemplo, tendem a ser mortais. Hoje, GURPS está em sua 4ª edição e as regras permanecem fundamentalmente as mesmas.

5. Hackmaster
Produzido pela Kenzer & Company, Hackmaster foi publicado em 2001, e começou como um jogo ficcional inspirado em Advanced Dungeons & Dragons, com elementos de paródia. Dez anos depois, a quinta edição surgiu no mercado e removeu um pouco do humor. Sua mecânica continuou bastante familiar aos veteranos, mas, para evitar qualquer problema de propriedade intelectual, o mundo e ambiente são exclusivos, tendo sido desenvolvidos do zero.

Fonte: Primeira Página, com informações de www.einerd.com.br e Wikipedia