Newsletter Facebook

Publicado em:
11
1/2018

Confira oito dicas para ajudar seu filho a tirar as rodinhas da bicicleta

Será que tem uma idade “certa” para fazer isso? Como os pais podem ajudar e não atrapalhar? Veja sugestões para facilitar este processo

Uma das cenas mais clássicas nos filmes e comerciais de TV é aquela em que o pai ou a mãe correm atrás do filho sentado na bicicleta, enquanto ele aprende a pedalar sem o auxílio das rodinhas. Mas, o que nem todo mundo sabe é se existe uma idade ideal para que esse processo aconteça, nem se há um “manual” a ser seguido pelos adultos na hora de ensinar as crianças a ter esta autonomia.

Em primeiro lugar, é importante que os pais saibam: assim como acontece com qualquer evolução na infância, cada criança tem seu tempo, e não deve ser nunca comparada aos irmãos e colegas no que diz respeito ao ritmo com que conquista novas habilidades. Ou seja, se um dos filhos aprende a andar sem rodinhas e o outro, mais velho, ainda não, resista à tentação de equipará-los, pois isso só cria uma pressão desnecessária.

A partir do momento em que começa a caminhar com segurança e firmeza, as crianças já têm capacidade de usar triciclos, que ajudam a dar a noção de como funciona o processo de acionar os pedais e também de fazer curvas.

Segundo os especialistas, já com dois anos e meio é possível fazer a transição para as bicicletas com rodinhas auxiliares.
Veja dicas importantes que podem facilitar o processo de retirada das rodinhas, no momento em que a criança se sentir segura para tal:

- Vá sempre para um local plano e com pouco movimento, para que as “aulas” aconteçam em um ambiente seguro e propício às novas aventuras;

- Posicione-se ao lado da criança e segure-a pelo ombro, correndo conforme a velocidade da bicicleta aumentar;

- Nunca segure o guidão ou qualquer outra parte da bicicleta, porque isso pode dificultar a condução da criança;

- Demonstre confiança e não aparente medo, para que a criança se sinta amparada e encorajada;

- O equilíbrio é uma habilidade desenvolvida entre os quatro e nove anos de idade, o que significa que não há uma idade limite para que as rodinhas sejam retiradas, sendo necessário apenas seguir o ritmo individual de cada criança;

- Jamais permita que a criança pedale descalça ou de chinelos, já que, sem um sapato fechado, ela fica mais exposta aos riscos;

- Faça com que a criança utilize sempre equipamentos de segurança, como capacetes, luvas e joelheiras, para minimizar os machucados na hora das quedas;

- Quando a criança cair (e isso vai acontecer, inevitavelmente), não faça um grande drama, e encoraje seu filho a subir novamente na bicicleta e retomar a prática.

Fonte: Primeira Página, com informações do Portal UOL