Inspirações

5 dicas para organizar os brinquedos das crianças

 Especialista ensina como envolver os filhos na hora de colocar a casa em ordem.

 

Os pediatras garantem: os pequenos conseguem assumir algumas pequenas responsabilidades no dia a dia. É até importante para que eles entendam desde cedo a relevância de se conviver em um ambiente harmonioso e organizado.

Por isso, conseguimos algumas dicas com Carol Rosa, personal organizer, sobre como manter os brinquedos das crianças em ordem, de modo que elas possam participar disso. 

Divisão dos brinquedos

O primeiro passo é separar e categorizar os brinquedos em carrinhos, bichos de pelúcia, bonecas, jogos, bolas, livros, etc. Depois, dependendo da quantidade e do espaço da casa, ainda é possível fazer subdivisões, como carrinhos pequenos e grandes, por exemplo. Tudo será organizado dentro de caixas, cestos e baús.

Assim, a criança sabe onde está cada tipo de brinquedo e para onde ele deve ir quando acabar de brincar. Uma dica importante para bonecas é separá-las por modelos. Como elas geralmente têm muitos acessórios, a dica é criar uma caixa de itens: uma para as Polis, outra para as Moranguinhos, e assim por diante. Já as bonecas em si devem ser posicionadas em pé dentro de cestos. 

Brinquedos com peças

Os quebra-cabeças devem ser guardados na própria caixa. Caso não haja espaço suficiente, recorte o desenho a ser montado e o coloque com todas as peças juntas num saquinho transparente tipo zip lock. Aí, é só criar um local específico para esses saquinhos. O mesmo vale para os blocos de montar ou outros brinquedos que envolvam peças menores.

É importante mostrar para a criança que se ela guardar tudo junto, sem separar a peça de cada brinquedo, ela pode perder algum item, o que resultará no fim da brincadeira. E é bom também que ela veja que, sabendo onde está cada coisa, ela mesma pode pegar para brincar, sem depender da presença de um adulto (tomando cuidado sempre, claro, para não deixar sozinha uma criança muito pequena com peça que ela possa engolir). 

Itens maiores

Os brinquedos maiores como casa, bonecas grandes e robôs devem ser acomodados em nichos ou prateleiras. Assim, não ficam espalhados pelo chão. Vale destacar que eles podem ser usados até para contribuir na decoração do espaço. 

Itens de arte

Outra sugestão é separar uma gaveta ou uma caixa só para os materiais de arte: tinta, canetinha, lápis-de-cor, caderno de pintar, pincéis, etc. E aí dá para usar divisores nas gavetas, por exemplo, para não ficar tudo misturado. Aqui é importante tomar cuidado com quantidade. Se tiver muita canetinha, de repente, e ficar uma em cima da outra, certamente a criança usará sempre a mesma e aquela do fundo acabará esquecida. Fazer uma subdivisão também é interessante. Vale deixar caneta preta e azul, que muitas vezes as crianças precisam usar para a escola, separadas das coloridas, usadas mais na hora de brincar. 

Livros

Os livros devem estar bem à mostra. Para isso, as prateleiras, mesmo as mais fininhas, funcionam. Ao contrário de uma biblioteca - em que as obras são enfileiradas - para as crianças, o indicado é colocar os livros de frente, deixando a capa visível. Assim fica mais fácil para elas escolherem qual querem ler. Os livros devem, ainda, estar ao alcance dos pequenos para que eles mesmos possam pegar para folhear.

 

Leia também: Livro ensina brincadeiras tradicionais de vinte países africanos

Leia também: Veterinário usa peças de brinquedo como prótese para tartaruga

 

Fonte: Primeira Página

 

Redes Sociais