Mercado

Menos é mais: 4 brinquedos simples que enriqueceram seus criadores

Bambolê e mola maluca estão na lista, criados, respectivamente, em 1958 e 1943.

 

  1. Bambolê

Lançado nos Estados Unidos, em 1958, com o nome Hula Hoop, o simples brinquedo logo se espalhou pelo mundo, ostentando até hoje uma popularidade quase tão grande quanto na época do seu lançamento.

Para se ter uma ideia, foram vendidas mais de 100 milhões de unidades desse brinquedo só nos dois primeiros anos após a sua criação, o que é um número espetacular se levarmos em conta que ele é basicamente uma barra de plástico moldada em um aro. Aplausos!

  1. Koosh Ball

O brinquedo Koosh Ball foi inventado na década de 1980 quando o norte-americano Scott Stillinger teve a idéia de fazer uma bola de borracha cheia de fibras coloridas. Surpreendentemente, ele conseguiu tornar isso um incrível sucesso!

Logo, diferentes estilos e designs foram rapidamente criados à medida que o brinquedo caía no gosto da garotada, o que para algo tão simples é um feito realmente fantástico.

Em 1997, a fabricante de brinquedos Hasbro comprou os direitos da Koosh Ball por incríveis US$ 100 milhões. Depois da aquisição dos direitos do produto, a Hasbro continuou a fazer da Koosh Ball um grande sucesso, principalmente, por meio personalização com os personagens da Disney.

  1. Mola maluca

Já que estamos falando de brinquedos simples e bem-sucedidos, não poderíamos deixar a mola maluca de fora da lista, afinal de contas, ela é o exemplo perfeito de que algo extremamente básico pode se tornar um grande sucesso e um dos brinquedos mais famosos do mundo.

Originalmente lançada com o nome Slinky, a mola maluca é simplesmente uma mola (geralmente colorida) especialmente desenvolvida para saltar o máximo possível. Embora seja estruturalmente simples, ela foi para o seu inventor, Richard James, a maior invenção de todos os tempos, já que rendeu a sua família, aproximadamente, US$ 250 milhões. Incrível para algo tão “básico”!

  1. Wacky WallWalker

Esta invenção, um polvo moldado em elastômero pegajoso, que quando jogado na parede descia “passo a passo”, surgiu na China, porém logo caiu nas mãos do japonês Ken Hakuta, que acreditou no produto. O empreendedor comprou os direitos do brinquedo por apenas US$ 100.000 e conseguiu vender mais de 240 milhões de unidades, faturando mais de US$ 80 milhões! Ou seja, Ken Hakuta provou que US$ 100.000 foram uma verdadeira pechincha.

Hakuta conseguiu levar o brinquedo a um nível totalmente novo de popularidade, comercializando-o em vários lugares, o que ajudou o Wacky WallWalker a se tornar uma sensação em quase todo o mundo.

 

Leia também: Quebra-cabeça para os amantes do cinema

 

Leia também: Minifigs completa 41 anos

 

Fonte: Primeira Página

Redes Sociais